NINETTA RABNER ABRE EXPOSIÇÃO NO CLUBE PAULISTANO

205_Fique_4.1

Com curadoria de Sergio Scaff e Bel Lacaz, a artista plástica Ninetta Rabner abre em São Paulo no próximo dia 18 de dezembro, das 19 às 22h, na Sala de Artes do Club Athletico Paulistano, a exposição “Intervenções”, onde permanece até o dia 5 de janeiro.

E é com texto da própria artista que você fica sabendo de sua trajetória profissional e conhece detalhes desta exposição, onde ela apresenta séries recentes de pinturas, desenhos e gravuras, e lança um catálogo para mostrar sua obra.


205_Fique_4.2

“Sempre associei meu projeto de trabalho ao meu projeto de vida. Nasci na Grécia e vim para o Brasil com seis anos de idade. Tive o privilégio de viver entre estas culturas muito diferentes e compartilhar os momentos bons e ruins destes dois povos tão intensos. Tenho uma influência muito forte nas minhas origens, e neste momento crítico em que a Grécia se encontra social e politicamente, sinto a necessidade de registrar esta triste realidade.

Meu contato com a arte de pintar, desenhar, rabiscar, começou desde muito cedo e percebi que esta seria a minha vocação. Formei-me em Artes Plásticas em 1977, e desde então venho desenvolvendo meu trabalho. Frequento grupo de pintura desde 2.003, sob a orientação de Sérgio Fingermann, e mais recentemente, reuniões de desenho com orientação de Evandro Jardim.

205_Fique_4.3

Meu trabalho está ligado à natureza, raízes, lembranças, ruínas, com um profundo significado pessoal. Desde pequena, o fato de me sentir estrangeira, com memórias e situações vividas no passado, levou-me a tentar expressar na pintura o que não conseguia nas palavras.

Nesta exposição, na Galeria de Arte do Clube Paulistano, com curadoria de Sergio Scaff e Bel Lacaz, apresento séries recentes de pinturas, desenhos e gravuras, e o lançamento de um catálogo com vários trabalhos da minha trajetória.

O tema em meus trabalhos serve como um pretexto para desencadear um processo de muita reflexão e envolvimento. Através de símbolos, apagamentos e elementos de desconstrução, procuro nos bastidores da origem, as inquietações, e o que estaria por detrás delas. É um processo sem fim, uma tentativa de explicar o inexplicável.

205_Fique_4.4

O que me impulsiona a começar uma série nova de trabalhos, é geralmente algum acontecimento de impacto pessoal ou social, ou algum resgate de memória. Por exemplo, a série “Histórias Não Contadas” surgiu depois de uma viagem à Grécia, ao presenciar passeatas e o desespero do povo com cartazes dizendo “roubaram nossa vida”. Isto me tocou profundamente e tentei registrar este momento impactante.

205_Fique_4.5

A série “Passeios Noturnos” começou ao observar uma pessoa de guarda chuva em foto de jornal. A partir deste acontecimento foi criada uma série de trabalhos com planos, passagens e espaços vazios, tendo personagens ou não, gerando envolvimento profundo neste assunto.

205_Fique_4.6

A série “Caminhos”, foi um grande desafio trazendo novas experiências para minha trajetória. Mudei completamente a escala das telas com trabalhos bem maiores, o que me proporcionou ampla liberdade de gestos, pinceladas e grafismos.

Busco em meu trabalho encontrar casualmente a realidade e não construí-la. Desta forma fica sempre aberta a questão da duvida e a procura incessante de algo extraordinário. O olhar que trago nas narrativas, não é nostálgico. A memória serve como referencia fundamental para o envolvimento entre minhas origens e meu mundo atual”.


NINETTA SALFATIS RABNER

205_Fique_4.7

Nasceu em Atenas, Grécia, tendo se mudado para o Brasil aos seis anos de idade.

1962-1967 – Estudou na Escola Graduada de S.Paulo, Graded School. Freqüentou por quatro anos, aulas de arte do prof. Eduardo Ostergreen.

1968-1971 – Na EPA, curso de desenho, de decoração, e aulas de pintura com Walter Levy.

1973-1977 – Na FAAP, concluiu a Faculdade de Licenciatura em Educação Artística, onde estudou com expressivos artistas plásticos como:

Evandro Carlos Jardim, Nicolas Vlavianos, Teresa Nazar, Ubirajara Ribeiro, José Resende, José Morais e outros.

1978-1981 – Cursos na FAAP de escultura, desenho, paisagismo e designer de jóias.

1984-1996 – Grupo de pintura e desenho sob a orientação do artista plástico Carlos Daniel Cruz.

1998-2002 – Frequentou diversos cursos e palestras no MAM.

2007-2010 – Grupo de desenho sob a orientação de Jacqueline Aronis.

2003-2013 – Frequenta grupo de pintura sob a orientação de Sérgio Fingermann

2010-2013 – Frequenta grupo de desenho sob a orientação de Evandro Carlos Jardim.

Exposições Individuais

2000 – Mostra “Intimidades”, Atelier Aberto na Granja Viana, sob a curadoria de Carlos Daniel Cruz.

2002 – Mostra “Essência da Imagem”, Teatro Brasileiro de Comédia, TBC.

2013 – Mostra “Intervenções”, Galeria de Arte do Clube Paulistano, sob a curadoria de Bel Lacaz e Sergio Scaff.

Exposições Coletivas

1977 - MAB – Museu de Arte Brasileira na FAAP.

2000 – 28° Salão Bunkyo de Artes Plásticas.

2001 – 29° Salão Bunkyo de Artes Plásticas.

- Casa da Cultura Estadual de Sto. Amaro.

2002 – Mostra na Galeria da Casa da Fazenda.

- Galeria do Clube Paineiras.

2004 – 58° Salão Realités Nouvelles, no Parc Floral, Vincennes, Paris, França.

- Exposição “Brasilis a Paris”, na Galeria d’Art François Mansart, Paris, França, premiação Placa de Prata.

- Salão Societé Nacionale de Beaux Arts, no Carroussel du Musée du Louvre, Paris, França.
2005 – Centenário do Salon d’Automne, Parc Floral de Paris, França.

- Mostra na Galeria de Arte da Escola Graduada de S.P., Graded School.

2006/7 – Salão Bunkyo de Artes Plásticas.

- Mostra de Arte da Granja Viana no Centro Cultural Britânico.

- Mostra no Atelier Jacqueline Aronis.

2008 – Mostra “Territórios” no Orotour Garden Hotel, Campos de Jordão, sob orientação Sergio Fingermann.

- Mostra no Atelier Jacqueline Aronis.

2009 – Mostra de Arte da Granja Viana no Centro Britânico.

- Mostra no Atelier Jacqueline Aronis.

2010 – Mostra de desenho, sob orientação de Evandro Carlos Jardim no Espaço Cultural Augosto-Augusta.

- Mostra “Interlocuções” no Espaço Cultural Contraponto, sob orientação Sergio Fingermann.

- Participa na Feira de Antiguidades e Artes na Hebraica.

2011 – Mostra de desenho, sob orientação de Evandro Carlos Jardim no Espaço Cultural Augosto Augusta.

2012 – Exposição na Galeria Garcia.

- Exposição na Galeria Fibra.

2013 – Mostra de Arte da Granja Viana no Centro Cultural Britânico.

- Participa do 1° Salão de Outono da America Latina na Galeria de Arte da Aliança Francesa.

- Participa da Bienal de Santorini, “Design a Wish for Greece”, Grécia.


Email: ninetta@uol.com.brwww.ninettarabner.com

Club Athlético Paulistano – Rua Honduras, 1.400 – Jardim América – São Paulo