DEFEITO DOS OUTROS – RAV EFRAIM BIRBOJM

299_história_1_1Muitas vezes achamos que o defeito está nos outros quando, na realidade, o defeito está em nós mesmos.


“O Sr. Antônio foi conversar com um médico. Ele estava muito preocupado com sua esposa, pois achava que ela estava ficando completamente surda. Ele perguntava coisas e ela simplesmente não respondia. O médico pediu, através de um teste bem simples, para o Sr. Antônio fazer um pré-diagnóstico de sua esposa:

- Sr. Antônio, quando sua esposa não estiver olhando, o senhor comece a falar com ela, a certa distância, em um tom normal. O senhor vai se aproximando e repetindo a frase, até perceber a que distância ela começa a escutá-lo.

Naquela mesma noite, quando a mulher estava preparando o jantar, o Sr. Antônio decidiu fazer o teste sugerido pelo médico. Mediu a distância que estava em relação à mulher e perguntou, em um tom normal:

- Marta, o que temos para o jantar?

Como não ouviu nada, aproximou-se mais 5 metros e repetiu a pergunta. Nada ainda, nenhuma resposta. Então, aproximou-se mais 5 metros e perguntou pela terceira vez. Silêncio total. Por fim, quase encostando a boca no ouvido da esposa, perguntou mais uma vez. Desta vez escutou-a respondendo:

- Frango, meu bem, frango. É a quarta vez que você me pergunta e é a quarta vez que eu te respondo…”

Muitas vezes achamos que o defeito está nos outros quando, na realidade, o defeito está em nós mesmos.


RAV EFRAIM BIRBOJM – Mestre em Engenharia pela Escola Politécnica da USP, começou seu processo de Teshuvá (retorno ao judaísmo) aos 25 anos, através da Instituição “Binyan Olam”. Saiba mais.

Email: efraimbirbojm@gmail.com