AGENDA GC – O QUE HÁ DE MELHOR… | Glorinha Cohen

AGENDA GC – O QUE HÁ DE MELHOR…

Como a recepção do Cônsul Geral do Líbano em São Paulo, Paulo Kabalan Frangieh, o concerto único do pianista Nelson Freire em beneficio do CIAM, lançamento do livro de Silvia Rosa N.Lerner “A Música como Memória de um Drama: O Holocausto”, a palestra sobre qualidade de vida com o Dr. Paulo Salvida, a 16ª Conferência P+L e Mudanças Climáticas conduzida pelo vereador Gilberto Natalini, as exposições “!Líbano – Patrimônio da Humanidade”, a grande coletiva de Arte Naif e a do artista baiano Kiolo. Confira os detalhes.


RECEPÇÃO DE DESPEDIDA E COMEMORAÇÃO DO 74º ANIVERSÁRIO DA INDEPENDÊNCIA DO LÍBANO

302_fique_5_1O Cônsul Geral do Líbano em São Paulo, Paulo Kabalan Frangieh, está convidando para a recepção que acontece no dia 30 de novembro, às 19h30, no Clube Monte Líbano, para sua despedida e comemoração do 74º Aniversário da Independência do Líbano.


EM PROL DO CIAM, CONCERTO DO PIANISTA NELSON FREIRE DIA 28 DE NOVEMBRO

Concerto único do pianista Nelson Freire, no Theatro Municipal de São Paulo, em beneficio do CIAM – Centro Israelita de Apoio Multidisciplinar acontece no próximo dia 28 de novembro. Informe-se mais: 3760-0063 e 0068.

302_fique_5_2


LANÇAMENTO DO LIVRO DE SILVIA ROSA N. LERNER: A MÚSICA COMO MEMÓRIA DE UM DRAMA: O HOLOCAUSTO

302_fique_5_3


PALESTRA COM O DR. PAULO SALDIVA SOBRE QUALIDADE DE VIDA

302_fique_5_4


16ª CONFERÊNCIA P + L E MUDANÇAS CLIMÁTICAS – EVENTO GRATUITO

Tendo como tema “Áreas Verdes: Conquistas e Ameaças”, o vereador Gilberto Natalini comanda no próximo dia 4 de dezembro, a partir das 8h30, na Câmara Municipal de São Paulo, a 16ª Conferência P+L e Mudanças Climáticas.
A participação é mediante inscrição gratuita nos sites www.natalini.com.br e www.anggulo.com.br/p+l/2017/index.html e será fornecido certificado.

Composição dos trabalhos:


Mesa de Abertura – Autoridades convidadas

Gilberto Natalini – Vereador PV/ SP e Presidente e Proponente da Conferência P+L e Mudanças Climáticas
Mauricio Brusadin – Secretário de Estado do Meio Ambiente
Fernando von Zuben – Secretário do Verde e do Meio Ambiente
Carlos Sanseverino – Presidente da Comissão Nacional de Direito Ambiental da OAB/SP
Walter Lazzarini – Presidente do COSEMA/ FIESP
Sidney Oliveira – Presidente da Ultrafarma
José Moacyr Malvino Pereira – Presidente do SIEMACO
Luigi Nesse – Presidente da Confederação Nacional de Serviços- CNS

Palestra Magna

Gilberto Natalini
Vereador PV/ SP
Ex Secretário do Verde e do Meio Ambiente
Presidente e Proponente da Conferência P+L e Mudanças Climáticas

Mesa Técnica – Inovações no Manejo Arbóreo

Joaquim Cavalcanti – Plantcare
Francisco Zorzenon – Instituto Biológico

Mesa de Debates

Coronel José Roberto Rodrigues de Oliveira – Secretário Municipal de Segurança Urbana
Prof. Marcos Buckeridge – Coordenador do Programa USP Cidades Globais
Dr. Roberto Delmanto Jr. – Advogado Criminalista e Ambientalista
Marcia Hirota – Diretora da SOS Mata Atlântica
Moderador: Andre Palhano – Jornalista e Idealizador da Virada Sustentável


EXPOSIÇÕES

EXPOSIÇÃO “LÍBANO: PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE”

Como parte das comemorações do projeto “Líbano: Patrimônio da Humanidade”, a Associação Cultural Brasil Líbano, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, está promovendo, até o dia 30 de novembro, a exposição de imagens fotográficas e turísticas do Líbano. Local: Catavento Cultural e Educacional, em São Paulo.

302_fique_5_5


GALERIA JACQUES ARDIES ENCERRA CALENDÁRIO COM GRANDE COLETIVA DE ARTE NAÏF

302_fique_5_6Edgar Calhado – “Fazenda de café” (2010)

Mostra propõe um destaque à arte popular brasileira, com obras que tratam do cotidiano dos artistas e suas experiências de vida

A Galeria Jacques Ardies inaugura a Grande Coletiva de Arte Naïf, sob curadoria de Jacques Ardies e mais de 80 obras de 30 artistas brasileiros. A exposição, que tradicionalmente encerra a agenda expositiva da galeria, mescla formas distintas de se fazer arte, cada uma com o seu conceito e processo criativo particular.

No Brasil, o movimento naïf se consolidou a partir dos anos 1940, com o surgimento das obras de Silvia, Heitor dos Prazeres e José Antonio da Silva, entre outras. Hoje, o país é um dos grandes representantes deste tipo de arte no mundo, com enormes contrastes territoriais, preservação cultural, capacidade de aflorar novos talentos, mistura de raças e de crenças, sensibilidade inata e alegria contagiante. A chamada arte naïf é uma expressão artística que surgiu na eclosão da arte moderna. Os artistas naïfs, via de regra, não pretendem seguir as regras da academia, e, por meios próprios, inventam uma linguagem pessoal, expressando suas experiências de vida. Com determinação, buscam superar eventuais dificuldades técnicas, propondo uma arte original, sem compromisso com a perspectiva e executada com total liberdade. A palavra francesa “naïf” foi utilizada para definir o estilo de Henri Rousseau, que apresentava uma arte personalíssima e encantadora.

O galerista Jacques Ardies, que adotou o incentivo à arte naïf brasileira como uma de suas missões, declara que “esses artistas têm em comum a sutileza com que retratam os temas ligados à natureza e ao dia-a-dia. Usando as cores com habilidade, eles transmitem em cada um de seus quadros a alegria, o lirismo e o otimismo característicos do povo brasileiro”.

Exposição: “Grande Coletiva de Arte Naïf”
Artistas: Ana Denise, Ana Maria Dias, Barbara Rochlitz, Bebeth, Bida, C. Sidoti, Denise Costa, Doralice Ramos, Edgar Calhado, Edivaldo, Edna de Araraquara, Ernani Pavaneli, Enzo Ferrara, Francisco Severino, Helena Coelho, Isabel de Jesus, Ivonaldo, L. Cassemiro, Lucia Buccini, Madeleine Colaço, M. Guadalupe, M. Zawadzka, Maite, Malu Delibo, Mara D. Toledo, Marcelo Schimaneski, Rodolpho Tamanini Neto, Waldomiro Sant’ Anna, Vanice Ayres Leite, Wima Ramos
Curadoria: Jacques Ardies
Período: até 22 de dezembro de 2017
Local: Galeria Jacques Ardieswww.ardies.com
Rua Morgado de Mateus, 579 – Vila Mariana – São Paulo, SP
Horário: Terça a sexta-feira, das 10 às 17h30 / Sábado, das 10 às 16h
Tel.: 11 5539-7500


GABRIEL WICKBOLD STUDIO & GALLERY ABRE PRIMEIRA INDIVIDUAL DE KIOLO

302_fique_5_7“Geometrias Insuspeitas do Cotidiano” explora, com uso de grafismo, leituras lineares, blocos de cor e outros recursos, a maneira única como o artista enxerga o universo

Gabriel Wickbold Studio & Gallery expõe 28 obras – 16 fotografias e uma instalação com 12 peças – do artista baiano Kiolo, na mostra “Geometrias Insuspeitas do Cotidiano”, com curadoria de Gabriel Wickbold. O fio condutor da mostra é o modo característico que o artista enxerga seu entorno, de maneira geométrica, enquadrada, emoldurada, alinhada.

Com trabalhos isentos de mensagens de protesto ou de assuntos polêmicos, e focado na expressão de sua arte, Kiolo apresenta uma série de obras inspiradas em seu olhar. “A mensagem que quero passar é a mensagem do olhar. É a minha primeira exposição individual e a importância dela está na divulgação da minha essência, da maneira como vejo as coisas, como exploro ângulos e enquadramentos”, comenta. Com sua câmera em punho, Kiolo registra o que chama sua atenção, como pessoas, grafismos, combinações cromáticas, reflexos, fachadas, paisagens. Amante das cores, explora contrastes e combinações. Sobre o trabalho, o curador Gabriel Wickbold comenta: “As linhas e as curvas nos convidam para uma reflexão sobre o quão simples e poderoso pode ser o olhar”.

Exposição: “Geometrias Insuspeitas do Cotidiano”
Período: até 8 de dezembro de 2017
Local: Gabriel Wickbold Studio & Gallery
Rua Lourenço de Almeida, 167, Vila Nova Conceição – São Paulo/SP
Tel.: 11 3051-4919
Horário: Segunda a sexta-feira, das 11 às 18h – visita somente com agendamento