REESCREVER O HISTÓRICO – RABBI ARIEH RAICHMAN

348_história_3_1As pessoas, o mundo e as ideias mudam. No entanto, a Torá e sua história nunca mudarão.

Um (novo) Faraó assumiu o Egito. Ele sabia da dívida de seu país com José e seu povo. Afinal, foi o conselho de José que salvou o país da fome e trouxe tanta riqueza. No entanto, o faraó olhou para a nação judaica como um inimigo e desejou se livrar dela. Ele teria que convencer as pessoas, e para tanto escolheu o caminho mais fácil possível: Ele reescreveu a história.

José não existiu e nem recebeu nenhum bem da nação judaica, escreveu o Faraó. Infelizmente, com um pouco de tempo, os egípcios lentamente acreditaram. Como o anti-semita Joseph Goebbels, que seu nome seja apagado, uma vez disse: “Se você contar uma mentira grande o suficiente e continuar repetindo-a, as pessoas acabarão acreditando”.

Infelizmente, esse fenômeno se repete uma e outra vez, e em todo o mundo. Recentemente, a Polônia está tentando desassociar veementemente seu país e seu povo do Holocausto. Os árabes publicam continuamente artigos alegando que os judeus não têm história arqueológica ligada à terra de Israel. Na Rússia, grupos como o KGB, conhecidos por crimes e investigações notórios, são hoje considerados exemplos de bom policiamento.

No entanto, há um histórico que não muda. A Torá. Nossa história nunca mudou. As mitsvot que realizamos hoje são as mesmas praticadas antigamente. Mesmo com o avanço da tecnologia, a Torá não muda. A questão é exatamente como aplicar as leis da Torá nesses avanços. Podemos montar um elevador para ser usada no Shabat? Existe uma maneira de aquecer comida no Shabat sem acender o fogo? Todas essas perguntas a Torá discute. Como Ben Bag disse: “Mergulhe e mergulhe nela, pois tudo está nela”.

As pessoas, o mundo e as ideias mudam. No entanto, a Torá e sua história nunca mudarão. Se a mudarmos ou a ajustar para atender às nossas necessidades, não há como deter até que ponto essa mudança irá. Vamos manter nossa preciosa Torá e elevar-nos às suas demandas, em vez de reduzi-la à nossa.

Shalom!


Rabino Arieh Raichman – Nasceu em Houston, Texas, e estudou em várias Yeshivot da Argentina, Brasil e Estados Unidos. Recebeu sua Smicha- Certificado de Rabino da Rabbinical College of America, e também é formado em Mohel. Desde 2009, juntamente com sua esposa e quatro filhos, é o emissário de Chabad em Manaus, Amazonas.

Beit Chabad Manaus – www.chabadmanaus.com - chabadmanaus@gmail.com