“COMUNICAÇÃO EM CENA” EM NOITE DE LANÇAMENTO | Glorinha Cohen

“COMUNICAÇÃO EM CENA” EM NOITE DE LANÇAMENTO

Este é o segundo livro da coleção “Comunicação em Cena” organizado pela Profa. Dra. Liana Gottlieb e lançado em São Paulo. É mais um brilhante trabalho que Liana abraça com o esforço, a dedicação e o entusiasmo de sempre e que vem somar-se a tantos outros, do mesmo quilate, que ela organizou no decorrer desses anos todos dedicados ao ensino e à pesquisa em comunicação.

O campo da comunicação é vasto, é abrangente, e Liana Gottlieb faz parte integrante de um grupo seleto de pesquisadores que possui em sua trajetória aportes mais que suficientes e que lhe dão voz para discutir, problematizar e inferir,com precisão, nessa área de conhecimento que lhe é tão cara.

Não é difícil prever que os textos selecionados para esta edição são de qualidade e irão contribuir, sobremaneira, para os estudos deste campo multifacetado da área das ciências sociais aplicadas em que desafios ocorrem a cada dia, propiciando, assim, novos olhares e novas interpretações dos estudiosos.É exatamente assim nesta obra: olhares de um grupo de especialistas que se debruçou em temas diversos.

O livro compreende seis divisões temáticas e um total de dezoito textos. A primeira divisão, “Comunicação e Atualidade: Desafios do Hoje criando análises para a compreensão do futuro” apresenta sete trabalhos. O texto inicial é de Pedro Ortiz, que discorre sobre a televisão brasileira, com foco nas relações e interações possíveis entre o documentário e o telejornalismo. Na sequência, Danielly Soares Viggiano trata dos recursos de comunicação disponíveis para pessoas com deficiência visual em São Paulo. Outro autor que volta suas atenções para a televisão é José Augusto Mendes Lobato. O pesquisador se debruça sobre ateledramaturgia brasileira, ou precisamente, sobre as telenovelas produzidas no país.

Uma dupla de autores, Juliano Domingues-da-Silva e Dario Brito Rocha Jr., apresenta um texto sobre a radiodifusão no Brasil, por meio de uma análise do Código Brasileiro de Telecomunicações. O jornalismo é abordado novamente nesta divisão, mas, agora, em relação à apuração em tempos de comunicação instantânea. Este é o assunto tratado no trabalho de Leoní Serpa.

Um estudo de caso das principais reportagens de capa da revista Veja sobre a AIDS entre os anos de 1985 e 2002 é tratado no trabalho de Rafael Buchalla. E, para finalizar este primeiro bloco, Vicente William da Silva Darde traz à discussão o jornalismo e a sexualidade, por meio de um estudo das representações sobre a cidadania da população LGBT.

“Mundo Digital – Comunicação em Tempos de Internet, Redes Sociais e novos Protagonismos” é a segunda divisão temática do livro. Nela estão presentes dois textos. O primeiro é o de Ana Alice Vercesi Gallo, que aborda as redes sociais e a educação para a cidadania. Para tanto, a autora traz um estudo de caso do projeto Voluntariando-C no Colégio Santa Amália, em São Paulo. No segundo texto apresentado, Ana Cristina Vidal de Castro (Titi Vidal) também aborda a questão das redes sociais, mas para discutir astrologia e sua utilização pelos astrólogos.

Três trabalhos sobre organizações compõem a divisão temática “Relações Públicas e Comunicação Institucional: Potencialidades e novos campos de atuação”. Claudio Luiz de Carvalho inicia com um texto que aborda os aspectos da comunicação interna de uma organização. Júlio César Barbosa trata da comunicação institucional das empresas. Ao final, Rachel De Rosso Buzzoni, discute a gestão de crise nas organizações modernas.

A divisão temática “Educomunicação”, que não poderia faltar nesta obra, traz como primeiro texto uma leitura crítica da comunicação, a partir de um trabalho que Ana Carolina Camin Fernandes desenvolveu junto a um grupo de jovens de uma escola municipal da cidade de São Paulo. Danielle Mendes Thame Denny aborda em seu artigo o ambiente educomunicativo do festival de rock SWU, que é, também, parte de sua dissertação de mestrado. Por último,Liana Gottlieb, destaca em seu texto, as possíveis relações entre os meios de comunicação e o psicodrama.

“Diálogos: Análises transdisciplinares, comunicação e identidade” é a penúltima divisão temática. Dois autores estão presentes. Mayara Luma Maia Lobato efetua uma análise da revista Voguee a espetacularização nos processos de newsmaking das revistas destinadas às mulheres.Urbano Lemos Jr. apresenta considerações sobre questões relativas à informação e conhecimento, mediante uma pesquisa bibliográfica.

Na divisão temática final, “Publicidade e Propaganda: Conexões e Reflexões”, Sílvia Góis Dantas traz uma pesquisa qualitativa realizada no Projeto Memória das Comunidades Natura, do portal Museu da Pessoa.

Texto: Profa. Dra. Maria Elisabete Antonioli

Jornalista, Doutora em Ciências da Comunicação pela ECA-USP,

Coordenadora e Professora do curso de Jornalismo da ESPM- SP.

182_especial_4.1

Liana Gottlieb e Titi Vidal.

182_especial_4.2

Liana Gottlieb com alguns dos coautores e a fotógrafa Patty Felippo.

182_especial_4.3

Treze coautores da obra.

182_especial_4.4

Liana Gottlieb e Ana Alice Gallo.

182_especial_4.5

Liana Gottlieb e Danielly Viggiano.

182_especial_4.6

Liana Gottlieb e Júlio César Barbosa.