LIVROS – LANÇAMENTOS | Glorinha Cohen

LIVROS – LANÇAMENTOS

CÂNCER E PREVENÇÃO – DE ARTUR MALZYNER E RICARDO CAPONERO

CURAR PARA A IMORTALIDADE – DE GERALD EPSTEIN

ONDE ESTÃO AS FLORES – DE ILKO MINEV


CÂNCER E PREVENÇÃO – DE ARTUR MALZYNER E RICARDO CAPONERO

204_fique_4.1

Voltado para leigos, o livro, escrito por uma equipe multidisciplinar,explica o que é câncer e como preveni-lo; aborda a prevenção primária por meio de cirurgias, medicamentos, alimentação adequada e hábitos saudáveis; esclarece sobre a importância do diagnóstico precoce; e fala sobre os principais tipos de tratamento existentes. Obra fundamental para pacientes, familiares, psicólogos e enfermeiros.

Estima-se que surgiram mais de 500 mil novos casos de câncer no Brasil em 2012. Considerada a segunda causa de morte no mundo, ficando atrás apenas dos problemas cardiovasculares, a doença ainda é um enigma para a maioria das pessoas. Apesar do maior acesso à informação, inúmeras dúvidas continuam cercando o assunto. Para ajudar pacientes com câncer e familiares a prevenir e enfrentar a doença, uma equipe multidisciplinar composta por especialistas da Clinonco – Clínica de Oncologia Médica, uma das pioneiras em oncologia no país e referência no tratamento humanizado, reuniu informações fundamentais sobre o tema, em linguagem simples e direta. O resultado está no livro Câncer e prevenção (120 p., R$ 32,20), lançamento da MG Editores. O lançamento acontece no dia 11 de setembro, quarta-feira, das 18h30 às 21h30, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, piso térreo (Av. Paulista, 2073). Os direitos autorais do livro serão revertidos para a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (FEMAMA).

Dividida em quatro partes – “Noções gerais sobre a doença”, “Prevenção primária: é possível evitar a ocorrência do câncer?”, “Diagnóstico precoce” e “Tratamento” -, a obra, organizada pelos oncologistas Artur Malzyner e Ricardo Caponero, aborda o câncer em todas as suas dimensões, desmistificando a doença e conscientizando a população acerca da importância de preveni-la.

Os autores abordam assuntos como fatores de risco, alimentação e vida saudável, conduta duranteo tratamento, fatores genéticos e importância do apoio clínico e psicológico ao paciente.Também tratam de questões polêmicas, como o uso de forno de micro-ondas, telefones celulares e potes plásticos e as cirurgias preventivas, como a feita nas mamas pela atriz Angelina Jolie e as que evitam o câncer de intestino e de ovário.

Cerca de 30% a 40% de todos os cânceres podem ser prevenidos com alimentação e estilo de vida mais saudáveis. Por isso,os autores chamam a atenção para a importância de focar a saúde, e não o câncer, e listam todas as possibilidades para quem deseja prevenir o mal. O estresse tem sido apontado como um fator desencadeante de câncer, visto que pode levar à exaustão física e emocional. Entretanto, estudos demonstram que mais importante que o fator estressante é a forma como se lida com ele.

“Uma pessoa que perde uma posição de destaque no trabalho pode tanto se desesperar, decepcionar, magoar e deprimir como sentir-se desafiada a provar sua competência e reorganizar-se para assumir o mesmo cargo em outra empresa. Assim, lidar com o estresse de modo positivo e saudável é uma medida preventiva”, contam no livro as psico-oncologistas Maria da Glória Gonçalves Gimenes e Tassiana Barros Petrilli.

Conhecer os sinais e os sintomas que possam identificar a presença de um tumor aumentam as possibilidades de cura. No capítulo sobre o diagnóstico precoce, Malzynerenfatiza a necessidade de conscientizar a população. “Em muitos tipos de tumor eles só aparecem em estágios avançados da doença”, explica, destacando também a importância da investigação em pacientes saudáveis. “Ambas as situações frequentemente resultam em benefício aos pacientes diagnosticados”, afirma. Há também recomendações sugeridas aos prestadores de saúde para tipos de câncer mais comuns, como de pulmão, de próstata, de mama, colorretal e do colo uterino.

No último capítulo, que aborda a questão dos tratamentos, os especialistas dão uma aula sobre quimioterapia e apresentam outras terapias não muito divulgadas que também ajudam a bloquear o crescimento do câncer, evitar que ele reapareça ou reforçar o sistema imunológico para controlar o tumor ou diminuir os efeitos colaterais dos demais tratamentos.

Os organizadores

Artur Malzyner – Graduado em Medicina pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp), fez residência e doutorado na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e fellow em Oncologia Médica no Centro Nacional de Câncer (Tóqui, Japão). É membro da American SocietyofClinicalOncology (Asco), da EropeanSociety for Medical Oncology (Esmo) e da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (Sboc). É oncologista do Hospital Israelita Albert Einstein, além de atuar como oncologista e consultor científico da Clinonco – Clínica de Oncologia Médica.

Ricardo Caponero – Graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), é especialista em Oncologia pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (Sboc) e coinvestigador de pesquisas clínicas nacionais e internacionais multicêntricas. Diretor científico da Associação Brasileira de Cuidados Paliativos (ABCP), é presidente do Conselho Científico da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama) e sócio diretor do Instituto Simbidor. Atua como oncologista da Clinonco – Clínica de Oncologia Médica.


Título: Câncer e prevenção

Organizadores: Artur Malzyner e Ricardo Caponero

Editora: MG Editores

Preço:R$ 32,20 (e-book R$ 22,50)

Páginas:120 (14 x 21 cm)

ISBN: 978-85-7255-102-1

Atendimento ao consumidor: (11) 3865-9890

Site: www.mgeditores.com.br


CURAR PARA A IMORTALIDADE – DE GERALD EPSTEIN

204_fique_4.2

Baseado em mais de 40 anos de experiência clínica, o psiquiatra Gerald Epstein, consagrado autor de Imagens que Curam, explica agora a profunda ligação entre corpo e mente e mostra que ambos podem ser reintegrados por meio do uso da vontade, da memória e da imaginação. A obra traz ainda as sete chaves para a cura e oferece exercícios para a recuperação do bem-estar físico e emocional.

“A medicina espiritual se baseia em um ensinamento essencial, o de que temos os meios para curar-nos usando os processos mentais internos. Podemos tomar em nossas mãos a responsabilidade por nossa saúde e nosso bem-estar. O objetivo último desse esforço é não apenas alcançar um estado de cura, mas conquistar, por fim, uma longevidade que agora parece impossível. Com o tempo, podemos chegar a derrotar a morte.” Com essa afirmação corajosa, o psiquiatra Gerald Epstein, pioneiro no campo da medicina corpo-mente, define o livro Curar para a imortalidade – A nova medicina das imagens mentais (272 p; R$ 68,10), lançamento da Editora Ágora. Uma obra que literalmente pode salvar – e talvez prolongar indefinidamente – a vida.

O autor do best-seller Imagens que curam (Ágora,2009), descreve agora um programa comprovado de autocura baseado em mais de 40 anos de prática clínica e de inúmeras pesquisas sobre os fatores que provocam e curam doenças. Epstein explica que sintomas físicos são apenas a manifestação externa da doença, cuja fonte verdadeira encontra-se não em germes ou vírus, mas em um corpo desconectado da mente e do espírito.

Na medicina mental, segundo o psiquiatra, a mente e o corpo funcionam em total parceria, formando uma unidade. Assim, quando examinamos nossas doenças e aflições, percebemos o significado dos sintomas. “Reconhecemos o seu valor, no sentido de que nos alertam não só para um problema físico, mas também para as dificuldades sociais e morais mais amplas que enfrentamos nas situações da vida. Quando aceitamos a integração mente-corpo, como faziam os antigos, cada órgão do corpo assume um significado no nível emocional e social”, diz.

Para Epstein, uma medicina que não incorpore a mente como vontade significativa tenderá a isolar e separar o sintoma da pessoa, examinando-o de maneira objetiva e distante, sem relação com o restante da vida. No livro, ele mostra como a reintegração entre mente, corpo e espírito, por meio do poder da vontade, da imaginação e da memória, é capaz de curar – e prevenir – todo tipo de moléstia.

Usando parábolas bíblicas e tradições da civilização oriental, o psiquiatra revive uma prática curativa que prevalecia há mais de cinco mil anos. Recheado de exemplos práticos, casos clínicos e exercícios com imagens mentais, o livro torna-se um guia definitivo para curar o corpo com o poder da mente.

O autor

Gerald Epstein formou-se em Medicina em 1961 e especializou-se em Psiquiatria. Fez pós-graduação no Instituto Psicanalítico de Nova York e, em 1973, foi um dos cofundadores do Journal of Psychiatry & Law, no qual atuou como editor -chefe até 1986. Em 1974, conheceu Colette Aboulker-Muscat, psicóloga e professora franco-argelina que o iniciou no processo de visualização mental e com quem estudou por nove anos. Em 1978, fundou o Instituto Americano de Visualização Mental, entidade reconhecida pelo Conselho de Educação do Estado de Nova York, para treinar profissionais da saúde e fornecer orientação ao público. Suas incessantes pesquisas na área da visualização e da consciência resultaram em vários livros. Publicou, também pela Editora Ágora, o best-seller Imagens que curam.


Título: Curar para a imortalidade – A nova medicina das imagens mentais

Autor: Gerald Epstein

Editora: Ágora

Preço: R$ 68,10 (Ebook R$ 47,60)

Páginas: 272 (14 x 21cm)

ISBN: 978-85-7183-095-0

Atendimento ao consumidor: 11-3865-9890

Site: www.editoraagora.com.br


ONDE ESTÃO AS FLORES – DE ILKO MINEV

204_fique_4.3

Uma viagem completa pelo interior de um personagem otimista mesmo em meio à Segunda Guerra Mundial, o romance percorre as grandes transformações sociais desde o conflito internacional até os dias atuais.

Que o mundo está em constante transformação, todos sabem. Também se tem clara a noção de que alguns fatos são cíclicos na história e, por tal motivo, a humanidade convive com certa propensão ao cometimento de erros que não deveriam ser retomados. Guerras, perseguições e xenofobismo são algumas questões que não podem ser esquecidas, para não serem repetidas. É pensando nisso que o escritor de “Onde Estão as Flores?’, Ilko Minev, retrata, em tom de confissão, toda a sua trajetória do início do século XX, na Europa, até o Brasil atual, governado por uma presidenta de ascendência búlgara, tal como o próprio autor.

Minev é empresário estabelecido em Manaus, terra que o condecorou com o título de cidadão local, e foi cônsul honorário da Holanda por 30 anos. Tal premiação tem por motivações a sua importante ação no desenvolvimento manauara enquanto sócio-diretor da empresa Bemol, a qual presta serviços desde 1973.

“Onde estão as Flores?” é narrado pelo personagem LiccoHazan e traz uma obra que aborda, com profundidade, diversos contextos históricos, sociais, étnicos, religiosos e geográficos. O protagonista imerge nos períodos pré e pós-guerra e na influência destes conflitos em sua vida – na época, um menino judeu – e na sociedade em que vive. É mencionado, com riqueza de detalhes, o cenário em que se enquadrava o seu país natal no início do século passado, um território que sofria forte influência tanto russa quanto alemã, opositores de batalha, mas que soube conviver pacificamente com diferentes etnias e religiões.

Contudo, Hazan relata seus momentos de dor, que começam com a morte da mãe na ocasião do nascimento de seu irmão, e, posteriormente, o falecimento do pai. Esses fatos dão início ao que se pode chamar de amadurecimento do personagem, que é obrigado a largar os estudos para se iniciar prematuramente no mundo do trabalho. Ele cresce e se destaca rapidamente com seu jeito determinado e honesto. Simultaneamente, tem início a série de perseguições nazista aos judeus, situação que dá tons de clímax a narrativa e promove maior proximidade do leitor para com o personagem.

Desta forma a narrativa ganha ares de aventura, sobretudo com a fuga programada de Licco, que atravessa o continente europeu, passando pela África, para chegar ao Novo Mundo. Na viagem Hazan conhece o amor de sua vida, a mulher com quem se casa e tem filhos. É o recomeço de suas vidas, justo em um país conclamado como a nação do futuro – o Brasil. Licco se estabelece em Manaus, depois de passar por Belém, e lá dá fim ao seu processo de amadurecimento.

O livro retrata a condição humana de um homem judeu e as dificuldades daquela época, mas também humaniza a história com personagens tão vivos que nos cativam durante a leitura. Apesar de toda a dor sentida, a narrativa, assim como Licco, tem ares otimistas, chegando a ser bem humorada. Vale destacar que o título “Onde Estão as Flores” é inspirado na canção “Where have all the flowers gone”, de Marlene Dietrich, um verdadeiro hino contra as guerras.

Toda a base do romance está no epicentro das relações humanas e na forma como pode ser tão profunda em épocas nada promissoras. O autor consegue transformar essas relações em algo fundamental para a sobrevivência psicológica e física.

É num ambiente de realizações e resgate de memórias que Licco conta sua passagem por momentos históricos, como o fim da União Soviética, o fim da ditadura no Brasil e as emoções dos grandes feitos do esporte nacional. O personagem destaca, com emoção, seu reencontro com a terra natal e os sentimentos que o cercaram por toda uma vida.


FICHA TÉCNICA:

Editora: Livros de Safra
ISBN: 978-85-64683-25-9

Páginas: 248
Formato:14x 21 cm

Preço: R$39,90