MINISTRO SIDNEY SANCHES E RICARDO VIVEIROS EM NOITE DE AUTÓGRAFOS | Glorinha Cohen

MINISTRO SIDNEY SANCHES E RICARDO VIVEIROS EM NOITE DE AUTÓGRAFOS

302_first_2_1Mais de 500 pessoas passaram pela livraria Cultura do Shopping Iguatemi para obter um autógrafo do ministro Sydney Sanches e do escritor e jornalista Ricardo Viveiros, na noite em que era lançado o livro “Justiça seja Feita”.

O mundo jurídico foi representado por destacadas personalidades, como Nelson Jobim (foi presidente do Supremo, ministro da Justiça e da Defesa), Francisco Rezek (foi presidente do STF e ministro das Relações Exteriores), Aristides Junqueira (ex-procurador Geral da República), ministro Ilmar Galvão (do STF) e Mário Devienne Ferraz (presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo). Também foram dar um abraço ao biografado advogados de renome, como Antonio Cláudio Mariz de Oliveira e Ópice Blum. O escritor Ignácio de Loyola Brandão, que conviveu com Sydney Sanches na adolescência, também este presente. Ele escreveu o prefácio do livro.

O livro narra a trajetória de Sidney Sanches, filho de ferroviário nascido na pequena cidade de Rincão, interior de São Paulo, que começou a trabalhar aos 11 anos de idade como office boy no cartório local e chegou à presidência da mais alta Corte do País, o STF.

Já na apresentação do livro, Viveiros se ocupa de esclarecer qual o fio condutor que orientou seu trabalho: “Aqui está contada a trajetória de um homem correto, pleno de boa vontade e sempre determinado a olhar o próximo além de si mesmo. Alguém que observa a vida, reconhece a felicidade de existir e, acima de tudo, busca ser útil à sociedade e ao País”.

O conhecimento, a dedicação e o caráter do magistrado, que o autor vai revelando ao longo das páginas com base em histórias ouvidas do biografado e de dezenas de pessoas que com ele conviveram, transformaram Sydney Sanches numa referência e inspiração para seus pares.

Não à toa o prefácio escrito por Ignácio de Loyola Brandão, que conviveu na adolescência com Sydney Sanches (à época apelidado de Cide), em Araraquara, intitula-se “Um exemplo para juízes”.

Fotos: Roberto Kikuchi

302_first_2_1 Ricardo Viveiros, Nelson Jobim, Sidney Sanches e Ignácio de Loyola Brandão

302_first_2_2Sidney Sanches e a filha Renata

302_first_2_3Ricardo Viveiros com a esposa Marcia e o filho Miguel

302_first_2_4Sydney Sanches e Nelson Jobim

302_first_2_5Familiares de Sydney Sanches: Adriana (neta), Maria (bisneta), Carolina (neta) e Renata (filha)

302_first_2_6Ricardo Viveiros, João Guilherme Ometto e Sydney Sanches

302_first_2_7 Antonio Cláudio Mariz de Oliveira e Ricardo Viveiros

302_first_2_8Desembargador Claudio Caldeira e Ricardo viveiros

302_first_2_9 Daniel Falci, Lenora Hage, Luís Peretti, Jéssica Cacique, Júlia Rossetto, Ricardo Viveiros e Sidney Sanches

302_first_2_10Ópice Blum e Luis Vidal

302_first_2_11Sidney Sanches e desembargador Guimarães e Souza

302_first_2_12Sydney Sanches, desembargador Gilberto Conti e o procurador Luiz Carlos Galvão de Barros

302_first_2_13Sydney Sanches, Oswaldo Assenção Souza e esposa.