ENTREVISTA – MANOEL DAVID HORN DE CARVALHO

321_especial_5_1Aos 23 anos foi eleito o vereador mais jovem da cidade de Tietê, interior de SP e no pleito seguinte, aos 27, tornou-se o primeiro prefeito judeu eleito no estado de São Paulo.

Paulistano nascido em 1985, filho de Sylvia Sara Korn de Carvalho e Valdomiro Biscaro de Carvalho, Manoel David é candidato a Deputado Estadual pelo Partido Social Democrático (PSD) e iniciou a vida pública aos 13 anos de idade defendendo o voluntariado, época em que, no antigo Lar dos Velhos (hoje Residencial Einstein), era considerado o mascote da entidade. Reconhecido pelo desempenho e trabalho realizado, foi escolhido Voluntário do Ano 2001 e tornou-se Coordenador Estadual para liderar e representar essa importante bandeira em todo o Estado.

Aos 23 anos foi eleito o vereador mais jovem da cidade de Tietê, interior de SP e no pleito seguinte, aos 27, tornou-se o primeiro prefeito judeu eleito no estado de São Paulo. Durante seu mandato como Prefeito, mostrou força de liderança regional, sempre se reunindo com os prefeitos da região e tomando frente às inúmeras reivindicações dos mesmos junto ao governo estadual e federal.

É formado em Direito pela Universidade de Sorocaba, possui MBA em Gerente de Cidades pela FAAP e atualmente cursa Mestrado Profissional em Gestão e Políticas Públicas na FGV.


P - É candidato a deputado estadual pela primeira vez. Está otimista? Por que o desejo de disputar esta eleição? Como a comunidade judaica brasileira, da qual você faz parte, vê este momento?

MANOEL DAVID - Otimismo jamais me faltou e não seria diferente com relação a essa caminhada. Tive o privilégio de descobrir muito cedo minha vocação e desde então tenho me dedicado à política. Tive a grande responsabilidade de ser o mais jovem vereador de Tietê, aos 23 anos de idade, e logo em seguida, o mais jovem prefeito da cidade, eleito aos 27 anos. O mesmo otimismo que alimentou minhas campanhas eleitorais anteriores, me acompanha também agora, nessa caminhada rumo a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. O desejo de disputar essa eleição é uma consequência do meu trabalho em Tietê e por acreditar que se as pessoas de bem e vocacionadas desanimarem no primeiro obstáculo, cada vez mais teremos oportunistas, os “mal” políticos ocupando os espaços. Sinto orgulho dos resultados que consegui até aqui e acredito ter colaborado muito para o crescimento da cidade de Tietê e a valorização do seu povo, principalmente de quem realmente precisa e depende dos serviços públicos. Agora terei a oportunidade de dar o próximo passo com este projeto a deputado estadual. O fato de ter sido o primeiro prefeito da religião judaica no Estado de SP e o único do Brasil no mandato anterior, deu-me a condição para também ser o representante desta comunidade na ALESP, que não conta com um dos seus desde 2006, quando o Dep. Walter Feldman, então presidente da Alesp, se elegeu deputado federal. Tenho fortes relações com a comunidade judaica e sempre prestigiei a todos os eventos e atos, me dando uma grande proximidade e apoio. Acredito muito em seu total apoio ao meu projeto.

P - Na política, o mais importante é representar os anseios dos eleitores de maneira ampla e objetiva. Como candidato a deputado estadual como analisa o cenário e como pretende contribuir com a população, caso seja eleito?

MANOEL DAVID -. Quero fazer a diferença, representar de verdade nossas cidades, estar presente em todos os momentos, defender os anseios da população junto ao Governo do Estado. Quero poder viabilizar mais recursos, principalmente para a saúde, possibilitando que nossos hospitais possam ser equipados com tratamentos de oncologia, hemodiálise, UTI e UTI neonatal. Além de buscar essas melhorias, tenho bandeiras que levarei ao debate constante na Assembleia até alcançar os objetivos propostos. Essas bandeiras são a efetiva transparência pública. A melhor forma de se prevenir a corrupção é através de uma transparência efetiva e por já ter provado que é possível se fazer um trabalho efetivo, ao receber a avaliação máxima em Transparência pela CGU nos quatro anos de meu mandato; quero defender e apoiar a gestões das Santas Casas e de todas as entidades filantrópicas do Estado, garantindo direitos, mas também cobrando obrigações para que suas administrações tenham eficiência na gestão e buscando uma premiação para aquelas que tiverem destaque em sua gestão; serei o elo que reunirá a todos que têm o sonho de ver o Rio Tietê despoluído, a exemplo do rio Han, em Seoul, Coreia do Sul; a Justiça Restaurativa também será defendida como política pública para todo o Estado, assim como fiz em minha administração; lutarei pela adequação dos PA e PS para auxílio aos surdos em consultas médicas e a inclusão do básico de Libras nas escolas públicas estaduais, buscando uma efetiva inclusão dos deficientes auditivos em nossa sociedade, sem contar inúmeras demandas e bandeiras que têm surgido naturalmente ao longo de minha campanha.

P - Acredita que, se eleito, conseguirá ter representatividade em busca de recursos públicos? Na prática, de que maneira isso aconteceria?

MANOEL DAVID - Uma de minhas conquistas durante esses anos que estou militando na política foi a grande rede de amizade e bom relacionamento com as principais lideranças políticas e empresariais de nosso país. Sempre tive as portas abertas em todos os lugares, seja nos órgãos públicos ou mesmo nas instituições que representam a iniciativa privada, seja em São Paulo ou em Brasília, e somei com cada um deles uma grande afeição pelo meu trabalho dedicado por Tietê e pela região, sendo que jamais defendi qualquer interesse que não fosse o público. Vou continuar nesse caminho, me esforçando ao máximo para conquistar grandes benefícios para as cidades, independentemente de situação ou oposição e partidos políticos.

P - Quais são as suas reais chances de se eleger deputado estadual? Para isso, precisa de quantos votos? Acredita que seu histórico como vereador e prefeito pode vir a ajudar?

MANOEL DAVID - Acredito muito em minha vitória. Quando me candidatei a vereador, trabalhei para alcançar dois mil votos, pois sabia que para chegar aos mil votos que garantiria minha eleição, “precisava mirar em cima pra acertar no meio”. Tive 1.594 votos em 2008 e estou usando a mesma estratégia nessa nova empreitada. Logo após deixar a prefeitura de Tietê fui convidado pelo Dr. Paulo Skaf para trabalhar na Federação das Indústrias do Estado de SP (FIESP), com o objetivo de aproximar os municípios do interior das entidades vinculadas à instituição. Andei praticamente por todo o Estado desde então, sempre levando parcerias aos municípios através do Sesi, Senai e Sebrae. Por todos os lugares onde passei fiz grandes amizades e hoje, após me desligar da Fiesp para poder concorrer ao pleito, tenho recebido inúmeros apoios de muitos dos lugares pelos quais pude contribuir. Posso dizer que tenho trabalho e apoiadores em cerca de 120 cidades onde venho mantendo visitas constantes. As portas foram se abrindo e com o apoio que estou recebendo de inúmeros prefeitos, vices, vereadores, ex-prefeitos, lideranças políticas, com dobradas bem feitas com candidatos a deputados federais e também com o apoio da comunidade judaica em São Paulo e de outras entidades e representantes de classes que acreditam fortemente em minha eleição, tudo isso me leva a acreditar na vitória. Meu histórico como vereador e prefeito me ajuda pela própria experiência que adquiri exercendo as duas funções e assumindo, inclusive, a condição de liderar grupos de prefeitos em busca de benefícios, a exemplo da AMIMT (Associação dos Municípios Integrados ao Médio Tietê) e do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Sorocaba) do qual fui vice-presidente. Estou trabalhando para ter 130 mil votos, mas se tiver 55 mil, certamente estarei eleito.

P - Por que escolheu o PSD e como é concorrer com “figuras bem conhecidas”?

MANOEL DAVID – Participei da fundação do PSD sendo inclusive seu primeiro presidente no município de Tietê e me elegendo prefeito por ele. Recebi inúmeros convites de outros partidos, mas não acredito em “eleição a qualquer custo”. Pretendo me manter coerente em minhas decisões e para isso acredito que o partido político é o meio que temos para podermos efetivamente alcançar o objetivo: defender o interesse público e colaborar para construirmos uma sociedade melhor e mais justa. Assim como em Tietê, tenho recebido apoio dos mais diversos partidos e vertentes da sociedade. Quem me conhece sabe o quanto sou focado e obstinado e cada vez mais pessoas têm me procurado de maneira espontânea para declarar apoio e perguntar como podem colaborar.

P - O atual cenário da política do País tem deixado a desejar. Por conta disso, é grande a insatisfação e a revolta dos brasileiros. Você é contra ou a favor da reeleição e como trata a descrença do brasileiro diante da política?

MANOEL DAVID - Acredito que o formato atual não seja o ideal. Acredito que a reeleição mesmo para o legislativo deveria ser limitada. O executivo fica refém da situação da reeleição e posso dizer isso com propriedade: fui candidato a reeleição para prefeito por uma questão de honra e por não ter conseguido concluir inúmeras obras e ações que havia iniciado. Acredito que se não tivéssemos a reeleição e o mandato fosse maior, de cinco ou seis anos, certamente o trabalho seria muito mais efetivo. Acredito também que o excesso de burocracia atrapalha demais a administração pública.

P - Por outro lado, também se percebe que boa parte da população sequer se lembra para quem votou nas últimas eleições. Uma verdadeira falha de quem normalmente é o primeiro a reclamar de tudo. Como mudar essa realidade?

MANOEL DAVID – Exatamente, votando no candidato próximo, que conhece de perto, que já acompanhou seu trabalho na cidade e pela região. Agindo assim, esse eleitor que costuma reclamar dos candidatos que somem da cidade, poderão encontrar o seu representante a qualquer momento, seja para uma simples conversa ou para até mesmo cobrar a sua presença e sua atuação na cidade.

P - Para encerrar, deixe aqui um recado.

MANOEL DAVID - Agradeço a D’us por mais essa oportunidade de poder ser instrumento de transformação e por tudo de bom que tem feito em minha vida. Agradeço à minha esposa que tem compreendido minha ausência, dado todo o apoio a mim e ainda cuidado com toda dedicação e amor os nossos filhos amados. Se não acreditasse efetivamente em nosso trabalho, certamente não ficaria tanto tempo fora de casa e longe de minha família. A bagagem que carrego como vereador e prefeito me possibilita entender a fundo todos os problemas e buscar efetivas soluções para cada um deles. Deixo aqui meu celular pessoal à disposição de todos que quiserem de alguma forma colaborar nessa empreitada: (15) 99141-9100 e espero de coração dar muito orgulho do meu trabalho para todos. Conheça mais sobre as minhas propostas no site: www.manoeldavid.com.br e acompanhe minha caminhada através das redes sociais. Estou e estarei sempre a disposição de todos! Que possamos manter a esperança em dias melhores!