ANDRÉ DATZ ABADI: FINALISTA DA ‘CLIMATESCIENCE OLYMPIAD’- POR GLORINHA COHEN

Ex-aluno do Colégio I. L. Peretz e atualmente no 2º ano do Ensino Médio do Colégio Santa Cruz, André Datz Abadi ficou entre os 50 finalistas da internacional ClimateScience Olympiad, formando dupla com a colega Bruna Serra Leão. A ClimateScience é uma ONG global de educação em ciência climática, com sede no Reino Unido e comunidades espalhadas por vários países, inclusive no Brasil. André e Bruna foram convidados para uma cerimônia de premiação, ocorrida na Conferência do Clima (COP-26), em Glasgow, Escócia.

“A oportunidade foi formidável e reconheço os grandes aprendizado e crescimento que dela obtive: além de me aprofundar nos estudos climáticos e de desenvolvimento sustentável por meio de desafios inspirados em casos reais, aprendemos in loco na COP-26, quando da premiação dos finalistas. Lá, estabelecemos contato com pessoas influentes de diversas áreas de atuação, todas focadas na mitigação dos impactos humanos sobre a Terra e na busca de um futuro sustentável”, disse André.

Realizada pela primeira vez, a olimpíada reuniu mais de 12 mil jovens entre 14 e 25 anos, de 149 países, dentre eles 2.229 brasileiros. Eles participaram das etapas classificatórias por cerca de dez meses e, na final, tiveram que defendê-las perante um júri internacional de especialistas.

“A olimpíada consiste em proposições de resoluções baseadas em estudos de casos centrados na sustentabilidade, em três fases: na primeira, elaboramos soluções para a crise hídrica jordaniana; na semifinal, tratamos do desenvolvimento sustentável da região indiana de Bihar; e, na final, do desenvolvimento sustentável de países do Sudeste Asiático”, disse André.

E acrescenta: “Nossas propostas eram apresentadas em formatos distintos a cada uma dessas etapas: nas qualificatórias, tínhamos três horas para produzir um documento escrito; na semifinal, dispúnhamos de três horas para produzir um documento escrito e sua entrega foi seguida de uma entrevista com um educador da ONG; na final, contávamos com 24 horas para elaborar um documento escrito, além de uma apresentação a um júri renomado em que se destacavam Renate Christ, antiga diretora do ‘IPCC’ (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), Mirik Gogri (investidor de empresas sustentáveis especializado em estratégia corporativa, investidor da ‘Aarti Industries’ e da ‘Spectrum Impact’), além de alguns membros da ONG”.

A participação de André na Olimpíada, assim como o contato com diversas pessoas da ONG e a presença dele na COP-26, possibilitaram também o início da sua atuação na ‘ClimateScience’: “Fui convidado a integrar a equipe da entidade, para a qual muito provavelmente me dedicarei nos próximos anos, sem prejuízo do término dos meus estudos no Ensino Médio”, finalizou ele cheio de entusiasmo.

Facebook20
Share
Instagram20
WhatsApp20